segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

PRESENTES DE NATAL

Olá, como estão?

Como foi o Natal de vocês?
Muitos presente? hahaha

Eu ganhei o que qualquer leitor assíduo gostaria de ganhar: LIVROS! *o*
Um deles está quase se tornando uma raridade, até.

Os novos livros que ganharam um espaço na minha estante são:

CORAÇÃO DE TINTA de CORNELIA FUNKE
O INCÊNDIO DE TROIA da (já consagrada) MARION ZIMMER BRADLEY
O ÚLTIMO OLIMPIANO de RICK RIORDAN


Fotinho



Agora vocês entendem o que eu quis dizer com "quase raro", nee?!
Essa edição - a original - de Coração de Tinta é muito difícil de se achar. Geralmente quando procuramos pelo livro para comprar, a edição que vem é a que tem a capa do filme.
Eu fiquei muito feliz de ter encontrado essa edição! *o*

Espero que tenham tido um ótimo Natal, com muitos livros de presente!


Até mais!!!
Bjus =***

sábado, 24 de dezembro de 2011

UM CONTO DE NATAL

Olá, como estão?

Primeiramente, peço desculpas pelas poucas atualizações, foi um probleminha com a minha net. Mas agora já está resolvido.

Eu não poderia deixar de vir aqui no NR neste dia, Véspera de Natal.
Para hoje, eu fiz um post especial. É um conto de Natal – por isso o título, hahaha – mas com algumas palavrinhas também, sempre são válidas, nee?!

Bem, vou colocar o conto primeiro, depois um pequeno recado, okay?

UM CONTO DE NATAL

   A cidade inteira estava dormindo, toda iluminada com as luzes do natal, guirlandas de diversos tamanhos nas portas das casas, bonecos de neve, bonecos do Papai Noel entre outros enfeites do Natal. Mas em uma das casa, havia uma menininha em sua cama que ainda estava acordada esperando o momento certo para se levantar.
   O relógio mostrava que era meia-noite em ponto e foi nesse exato momento que ela ouviu um barulho que vinha do andar de baixo.
   Com um enorme sorriso no rosto ela não demorou em se levantar e sair do quarto. Do alto da escada ela podia ver que havia uma grande sombra na sala, que se mexia conforme as chamas acesas da lareira. Ela desceu mais alguns degraus e viu algo vermelho perto do pinheiro.
   O sorriso que dançava em seus pequenos lábios aumentou e ela desceu mais degraus, ficando quase no final da escada. E ali parada, naquele degrau, foi que ela viu que era uma pessoa vestida toda de vermelho e que estava fazendo as sombras na sua sala.
   Aquela estranha pessoas de vermelho estava colocando alguma coisa debaixo do pinheiro animadamente. Eufórica e contente a menininha desceu o restante de degraus e correu para a sala, ficando atrás daquela pessoa de vermelho.
   -Papai Noel?- A menininha perguntou sorrindo. Assustada a pessoa se virou, ficando de frente para aquela pequena criança sorridente. -É mesmo você Papai Noel!- Ela falou jogando os braços para cima em completa alegria.
   -Shhhh...- Ele disse colocando seu dedo em frente os lábios. -Assim você pode acordar os outros da casa.- Falou docemente.
   -Desculpe!- A menininha pediu abaixando os braços, mas ainda mantendo aquele sorriso nos lábios. -Mas é mesmo você nee, Papai Noel?!-
   -Sim, sou eu mesmo!- Ele respondeu sorrindo. A menininha estava maravilhada, por que ele era exatamente como haviam lhe contado, vestia-se todo de vermelho, tinha uma barba grande e branquinha como a neve, usava um gorro também vermelho, botas pretas e carregava consigo o seu famoso saco de presentes.
   -Você veio trazer presentes?- A menininha não hesitou em perguntar.
   -Você foi uma menina comportada durante o ano?- Ele perguntou abaixando-se um pouco e a olhando por cima dos óculos.
   -Sim!- Ela respondeu sorrindo amplamente. Papai Noel mexeu no seu saco, como que procurando algo e sorriu quando seus dedos enluvados tocaram algo dentro do saco.
   -Então aqui está o seu presente, Alícia!- Ele falou puxando sua mão de volta e entregando para ela uma caixa. A caixa não era nem grande, nem pequena, o papel de embrulho era rosa, com uma grande laço azul. Ela pegou a caixa cuidadosamente, segurando com suas pequenas mãozinhas, olhando com admiração para o presente, quando voltou a olhar para o Papai Noel, ele não estava mais à sua frente, Alícia olhou em volta e o viu em frente da Lareira.
   -Você vai se queimar, Papai Noel!- Ela falou correndo para perto dele, que apenas se virou e sorriu para Alícia. E como num passe de mágica seu cajado apareceu na sua mão, então Papai Noel o tocou três vezes no chão, fazendo com que o fogo que dançava fervorosamente na lareira desaparecesse.
   -Até algum dia, Alícia!- Papai Noel falou sorrindo para ela quando entrou na lareira e logo em seguida se transformou em pequenos brilhos de todas as cores já vistas e até de cores nunca vistas, subindo pela chaminé.
   -Obrigada, Papai Noel!- Alícia gritou para dentro da chaminé. Ainda com esperança de vê-lo em seu trenó, ela correu até a janela mais próxima.
   E lá no alto do céu, ela viu Papai Noel voando em seu trenó, que era puxado por suas renas e à frente delas estava a Rudolf, a famosa Rena do Nariz Vermelho.
   -Não há de quê! Hou Hou Hou!- Alícia ouviu Papai Noel falando.

   Alícia abriu os olhos e olhou a sua volta, vendo que estava no seu quarto, na sua cama, nada de diferente.
   -Foi apenas um sonho...- Falou para si mesma.
   Olhou para o relógio ao seu lado e viu que eram três horas apenas, então ela fechou os olhos tentando dormir novamente, mas não conseguiu. Sem mais o que fazer levantou da cama e saiu do quarto, indo para a cozinha. Ela preparou um rápido chocolate quente e voltou para seu quarto.
   Ao invés de ir para cama, ela foi até a janela e se sentou no pequeno sofá que ali tinha e ficou olhando para a rua. Todas as casas enfeitadas com luzes de todas as cores e muitos enfeites natalinos, como no seu sonho. Faltava alguns dias apenas para o Natal e ela sempre tinha o mesmo sonho naquela época do ano, se repetindo nos mínimos detalhes, desde aquele dia, de quando ela tinha cinco anos.
   Lentamente flocos de neve começaram a cair graciosamente flutuando até o chão e Alícia estava perdida em seus pensamentos, lembrando do sonho e do Papai Noel, até que despertou com o toque de seu celular. Se levantou para pegá-lo e ver quem a estava ligando naquela hora da madrugada.
   -Oi!- Falou quando atendeu, felizmente era alguém que conhecia.
   -Como você está?- Falou a voz do outro lado.
   -Estou bem, por que?- Alícia perguntou sorrindo um pouco por causa do tom preocupara de Velkan, seu namorado.
   -Nada de mais...- Velkan respondeu, já sem o tom preocupado.
   -Por que você tá me ligando as três da madrugada, você está bem?- Alícia perguntou, estranhando a repentina ligação dele.
   -Apenas tive um pressentimento, só isso!- Ele respondeu. -Mas por que você está acordada a essa hora?-
   -Acordei depois de um Sonho...- Alícia falou com um meio sorriso.
   -Que sonho?- Velkan perguntou curioso.
   -O mesmo sonho de sempre!- Alícia respondeu calmamente.
   -Talvez eu pressenti que fosse isso...- Velkan respondeu com um tom divertido na voz.
   -Eu sei, eu sei, você tem dessas coisas...- Ela respondeu sorrindo.
   Os dois falaram por mais algum tempo, depois Alícia foi dormir novamente, pois conversar com Velkan sempre a acalmava e seu sono havia voltado.

   Alguns dias haviam se passado desde aquela noite e já era Véspera de Natal.
   Alícia estava na casa de Velkan, que na opinião dela era a casa mais decorada da cidade inteira, talvez do mundo. A decoração era impecável, desde a grande guirlanda na porta. Passando pelos enfites no corrimão da escada, as cortinas com cores natalinas, as meias sobre a lareira e chegando no ornamento mais majestoso da casa de Velkas, o grande pinheiro na sala. Ele quase alcançava o teto, com bolinhas de todas as cores e brilhantes, alguns enfeites imitando flocos de neve brilhavam por causa da luz bruxuleante da lareira. Os laços vermelhos nas pontas dos galhos eram delicados, pareciam ter feitos por pequenas e talentosas mãos. E no topo havia uma grande estrela dourada e brilhante. Alícia não sabia dizer se era por causa da lareira ou por causa de todo aquele ar natalino que sentia dentro do seu ser, que a estrela tinha aquele estranho brilho, ela brilhava como as estrelas no céu.
   -O que foi?- Velkan perguntou ao seu lado.
   -Nada, nada...- Alícia respondeu sorrindo, ainda olhando para o grande pinheiro todo enfeitado e para aquela estrela em seu topo.
   -Você não parou de olhar para as coisas desde que chegou.- Velkan falou de forma divertida. -Até parece que você nunca viu um pinheiro de Natal...-
   -É que...- Alícia começou a falar, colocando os cotovelos sobre os joelhos e apoiou o queixo nas mãos de forma quase infantil.
   -É que o que?- Velkan perguntou afagando seus cabelos, no topo da cabeça.
-... Sua casa está tão linda!- Alícia respondeu virando o rosto e encarando Velkan, mostrando um sorriso bobo nos lábios. -E tem uma atmosfera mágica, também!- Velkan riu levemente quando ela falou isso.
   -Quem sabe temos sorte e vemos o Papai Noel, hum?!- Velkan falou sorrindo, mas não era um sorriso qualquer, tinham um ar enigmático nele e Alícia percebeu isso...
   -Não tem graça!- Alícia falou transformando seu sorriso num beicinho e virando o rosto.
   -Mas eu estou falando sério!- Velkan falou ao pé de seu ouvido. Alícia olhou novamente para ele pois sentiu o tom sério que se escondia no seu falso divertimento. -Eu vou preparar um chocolate quente, okay?!- Velkan falou em seguida, dando-lhe um rápido beijo nos lábios antes de se levantar e ir para a cozinha.
   Alícia ficou ali sentada no sofá olhando para o pinheiro. Ela também havia enfeitado sua, mas a casa de Velkan tinha essa atmosfera mágica, como se fosse de outro lugar e era tão confortante para ela.
   Ela ficou tão absorta com as luzinhas piscando que não percebeu o tempo passar e que Velkan não havia voltado. Quando percebeu isso, achou estranho e foi atrás dele na cozinha, mas ele não estava lá e nem sinal de que tinha estado lá.
   -Velkan?- Alícia chamou, mas não houve resposta. Ela voltou para a sala, mas ele não estava lá. Alícia olhou para a escada e decidiu subir. -Quem sabe ele está lá em cima...- Falou para si mesma.
   Para sua surpresa o andar de cima também estava todo enfeitado.
   -Velkan?- Alícia chamou mais uma vez e mais uma vez não houve resposta. Ela andou pelo corredor o chamando, mas sem uma resposta sequer dele, parecia que ele havia ido embora...
   Alícia virou em uma esquina e viu um corredor curto com uma escada e no final dela uma única porta. Mas o que mais chamou sua atenção foi a grande guirlanda posta nela, tão mais linda quanto a da porta da frente.
   Sua curiosidade foi maior e ela subiu a escada, parando em frente àquela misteriosa porta, quando Alícia passou um rápido olhar pela maçaneta, tão detalhada, pareceu ter brilhado. E não segurando mais a curiosidade ela abriu a porta.
   -Parece que não tem nada aqui...- Alícia falou para a escuridão que envolvia aquele cômodo. Ela passou a mão na parece ao seu lado, por dentro, procurando um interruptor ou algo assim, mas seus dedos tatearam apenas o liso da parede. -Talvez tenha um abajur aqui dentro ou algo parecido...- Ela falou para si mesma e deu um passo para dentro do quarto, deixando a porta aberta para ter algum tipo de luz. Mas no momento em que estava totalmente dentro daquele quarto a porta se fechou com um baque seco.
   Assustada, Alícia se virou e tateou o que estava à sua frente até seus dedos encontrarem a maçaneta novamente e quando a encontrou tentou abrí-la, mas estava trancada. Bateu algumas vezes na porta, chamou por Velkan e como antes não houve resposta.
   Em meio ao seus pequeno desespero de ter ficado trancada ali e não ter encontrado Velkan, ela sentiu uma leve briza gélida soprar em suas costas. No mesmo instante ela se virou e o que estava diante dela a deixou mais surpresa do que qualquer outra coisa.
   Era quase tudo branco. Apenas o verde dos pinheiros e o marrom de algumas outras árvores se destacavam ali naquele cenário do puro branco da neve.
   Sem saber o que pensar direito, ela procurou o apoio da porta, mas caiu de bunda no chão. Rapidamente, Alícia olhou para trás e viu que a porta não estava mais ali. Olhou em volta e o que via era apenas mais pinheiros, como o que estava na sala de Velkan e alguns até maiores e tão frondosos, algumas outras árvores e o céu noturno era o mais lindo que já havia visto. A Aurora Boreal era tão nítida, com suas cores ondulando no céu azul escuro. As estrelas eram muito mais brilhantes das que estava acostumada a ver e pareciam estar tão perto, quase como se ela pudesse pegá-las.
   Alícia ouviu um suave farfalhar que parecia vir da sua frente, mas quando olhou não viu nada. Até que percebeu pegadas no chão que seguiam em frente e estavam vindo de onde ela estava. Sem pensar duas vezes ela começou a seguir as pegadas, algumas já apagadas pela neve, outras bem visíveis.
   Continuou caminhando para onde as pegadas a levavam e era para uma clareira em meio aos pinheiros. E de longe ela já avistou uma graciosa cabana, bem no meio daquela clareira. De sua chaminé saia uma fumaça, que subia bem alto no céu. Mas não era uma fumaça cinza ou branca, ela intercalava as cores do Arco-Íris de uma forma sútil e bonita.
   Não mais seguindo as pegadas, Alícia foi direto em direção à cabana e quando chegou em frente a ela ficou olhando-a admirada. Para sua surpresa naquele lugar, que ela nem sabia onde era, também era Natal, pois na porta havia uma guirlanda com lindos laços vermelho a enfeitando.
   Alícia ouviu novamente o mesmo leve farfalhar e olhou rapidamente para a direção de onde vinha. Desta vez, ela conseguiu ver alguma coisa, mas apenas a parte de trás de animal. No entanto, ela não saberia dizer qual animal era. Parecia-se com um cervo ou algo assim.
   O que chamou sua atenção em seguida foi a porta da cabana se abrindo, como que a convidando para entrar e aceitando o pedido, Alícia passou lentamente pela porta, entrando na cabana.
   -Olá!- Ela falou andando devagar e olhando para os lados. A cabana lembrava um pouco a casa de Velkan. E todo aquele lugar tinha a mesma atmosfera Mágica.
   -Feche a porta, por favor!- Alícia ouviu alguém dizendo, a voz lhe soou muito familiar, mas não sabia a quem pertencia e nem viu alguém por ali.
   -Okay!- Ela falou, fechando a porta em seguida. A voz não lhe disse mais nada e curiosa, Alícia foi até onde parecia ser uma sala, que estava toda enfeitada e havia um pinheiro igual ao que Velkan tinha em sua sala.
   -Chegue mais perto!- A voz lhe falou novamente. Nesse momento Alícia correu seu olhar para um ponto ao lado do pinheiro, onde havia uma cadeira de balanço em madeira escura, coberta com uma aconchegante colcha vermelha e verde. Mas não foi isso que a deixou levemente desnorteada e sim quem estava sentado naquela cabeira.
   -Pa-pai... Noel...- Alícia balbuciou quando o viu ali, sentado na cadeira de balanço e lhe sorrindo docemente. -É você mesmo?!-
   -Sim, sou eu mesmo, Alícia!- Papai Noel respondeu com uma leve risada. Essas palavras causaram uma sensação de Dejá Vu em Alícia. E sem que ela percebesse, algumas lágrimas começaram a rolar por suas bochechas rosadas. -Que isso criança, não chore!- Papai Noel falou ao se levantar e ir até Alícia, que o abraçou com força.
   -Eu sempre soube que... que foi tudo verdade... o que aconteceu naquela noite!- Alícia falou com alegria.
   -Sim, eu sei!- Papai Noel disse afagando seus cabelos. -E eu disse que nos veríamos outra vez!- Disse olhando para Alícia sobre os óculos e sorrindo.
   -Eu lembro, perfeitamente!- Alícia respondeu com o mesmo sorriso que tinha quando viu Papai Noel pela primeira vez.
   -Chocolate quente?- Alícia ouviu alguém atrás dela falando e segurando uma caneca na sua frente. Ela se virou para confirmar suas suspeitas.
   -Velkan?!- Alícia falou surpresa quando viu que era ele mesmo.
   -Sim?- Velkan respondeu sorrindo ainda segurando a caneca para ela e bebendo um gole da sua própria. Alícia olhou mais atentamente para ele e tinha algo de diferente, suas roupas eram as mesmas, seus cabelos estavam igualmente pretos como a noite, o mesmo sorriso, os mesmos olhos verde folha...
   -O que foi?- Velkan perguntou percebendo que ela o olhava sem parar.
   -Suas orelhas... elas estão pontudas!- Alícia falou, levando uma das mãos até a orelha esquerda de Velkan e mexendo nela. -Como isso?!- Ela perguntou o olhando nos olhos.
   -Acho melhor sentarmos, por que eu sei que essa não é sua única pergunta, nee?!- Velkan falou lhe oferecendo novamente a caneca de chocolate quente, que Alícia deu atenção, finalmente, e a pegou. Ela bebeu um gole, saboreando o gosto do chocolate com leite.
   Velkan sentou-se no sofá e bateu levemente no lugar ao seu lado, dizendo para Alícia se sentar ali com ele.
   Ela ficou quieta, tomando seu chocolate quente e olhando as coisas a sua volta, não acreditando que estava mesmo ali, com Velkan e com Papai Noel, ela não sabia por onde começar as perguntas, mas tinha uma em especial que rondava sua mente.
   -Como você conhece o Papai Noel?- Alícia perguntou olhando de Velkan para Papai Noel e de volta para Velkan.
   -Velkan foi meu ajudante por um tempo!- Papai Noel respondeu rindo levemente.
   -Sério?!- Alícia perguntou sorrindo amplamente e olhando para Velkan.
   -Sim!- Velkan respondeu lhe sorrindo levemente.
   -Um ajudante muito levado, não é mesmo?!- Papai Noel falou olhando para Velkan.
   -Curioso, seria a palavra certa.- Velkan respondeu.
   -Por que isso?- Alícia perguntou Curiosamente.
   -Velkan tinha a péssima mania de querer ver como eram as casas, então ele andava por todos os cômodos.- Papai Noel falou sorrindo.
   -E se alguém te visse?!- Alícia falou olhando para Velkan.
   -Falei isso para ele inúmeras vezes...- Papai Noel falou rindo levemente.
   -Mas...- Alícia falou pensativa.
   -Mas o que?- Velkan perguntou olhando mais atentamente para ela.
   -Eu não vi você naquela noite...- Ela respondeu o olhando.
   -Hahaha, isso por que quando ele quebrou o vaso, saiu correndo.- Papai Noel falou rindo.
   -Então foi você que eu ouvi...- Alícia disse surpresa.

     Flashback
   Papai Noel entrou pela chaminé e Velkan desceu logo em seguida, olhando para tudo a sua volta. Ficou tão maravilhado com a decoração tão bem posta e em harmonia.
   Enquanto Papai Noel foi até o pinheiro e colocou alguns presentes sob este.
   -Uau...- Velkan falou quando olhou para o pinheiro muito bem decorado. Ele não estava acostumado a ver tantas casas humanas tão bem decoradas, mas naquela em especial, era possível sentir a Magia do Natal.
   Ele foi caminhando lentamente para trás olhando à sua volta, até que bateu em algo e em seguida um barulho de algo quebrando foi ouvido.
   -Velkan, o que eu disse sobre...- Papai Noel estava dizendo, mas quando se virou para onde Velkan estava não o viu mais. Rindo, Papai Noel voltou a colocar os presentes embaixo do pinheiro.
   -Papai Noel?- Ele ouviu alguém o chamando. Assustado, olhou rapidamente para trás e viu uma menininha sorrindo.
   Do lado de fora, Velkan observava tudo o que estava acontecendo e ficou encantado com o sorriso que a menininha dava enquanto falava com Papai Noel, que prometeu a si mesmo que voltaria.
     Final Fashback

   -Por isso que você sempre acreditou em mim?!- Alícia falou sorrindo.
   -Claro!- Velkan respondeu mostrando um meio sorriso encantador. -E todos os anos que se seguiram eu ia com Noel até sua casa, mas sempre cuidado para não quebrar outro vaso...- Ele completou rindo.
   -Outras... outras crianças já viram o senhor, Papai Noel?- Alícia perguntou, olhando para Papai Noel agora.
   -Muitas Crianças já me viram, sim.- Papai Noel respondeu sorrindo.
   -Então por que dizem que o senhor não existe?- Alícia perguntou.
   -Por que, minha criança, algumas perderam a Magia do Natal em seus corações.- Papai Noel respondeu. -Mas só por que algumas não acreditam, não quer dizer que eu não exista!- Ele completou olhando para Alícia por cima dos óculos, com um sorriso divertido dançando em seus lábios. E nos lábios de Alícia dançava o mesmo sorriso infantil de quando tinha cinco anos.
   O relógio pendurado em uma das paredes bateu meia-noite, Papai Noel se levantou da cadeira de balanço e ajeitou o gorro na cabeça.
   -Está na minha hora, crianças!- Ele falou indo até a porta. Alícia e Velkan o seguiram. E parado em frente a cabana, Papai Noel assoviou e em seguida, vindo pelo lindo céu, Alícia viu o trenó dele, parando bem em frente da cabana depois.
   Papai Noel, antes de subir no seu trenó, mexeu no grande saco vermelho que estava ali e de dentro dele tirou uma pequena caixa, embrulhada em uma papel rosa e um delicado laço azul e a entregou para Alícia.
   -Feliz Natal!- Papai Noel falou sorrindo para ela. Alícia não conseguia se conter de tanta alegria. Ela ficou olhando para a caixinha nas suas mãos, a mesma cor de embrulho e a mesma cor de laço, daquela noite. Quando ela olhou para cima, para agradecer ao Papai Noel, ele já estava em seu trenó, levantando vôo.
   -Obrigada e Feliz Natal!!!- Alícia gritou acenando para ele.
   -Não há de que!- Papai Noel falou, já no céu com seu trenó. -Até o ano que vem, Alícia! Hou Hou Hou!- Papai Noel gritou antes de voar rapidamente pelo céu. Alícia continuou sorrindo e olhando para o céu, até que Velkan lhe chamou a atenção.
   -Vamos para dentro, está frio aqui fora, vem!- Ele falou puxando levemente Alícia para dentro.

   Os dois ficaram sentados no Sofá, desfrutando a presença um do outro, Alícia agora com seu presente no pescoço, por que era uma delicada correntinha de prata e como pingente, uma Flor de Visco.
   Aquele havia sido o Natal mais Mágico que já vivera e ela sabia que era apenas um dos muitos que viriam pela frente, ao lado de Velkan e Papai Noel, naquele lugar Mágico.






Espero que tenham gostado. Eu o tinha escrito ano passo, mas decidi posta apenas esse ano. Dei uma revisada nele, mudei algumas coisa e ficou assim, hahaha.
Esse conto tem um pouco haver com o meu recado, pois fala da Magia e Essência da Noite de Natal.

Acho que conforme os anos passam, algumas pessoas amadurecem de uma forma ríspida de mais, deixando seu coração indiferente para datas como Natal. Deixando de acreditar na verdadeira Magia do Natal.
Para alguns, o Natal é o nascimento de uma criança abençoada, mas o que ás vezes esquecemos é que não é apenas neste dia que ela foi “abençoada”. Durante toda a sua vida foi alguém que viveu em harmonia, generosidade e humildade. Muitas vezes esquecemos disso e deixamos essas qualidades florescem apenas na noite de Natal, isso nos torna cínicos. O que fazemos durante os outros 364 (ou 365, no caso de ano bissexto, hahaha) dias do ano?
Para outras pessoa, uma noite como o Natal representa o nascimento de um ser brilhante, que vem para iluminar os dias sombrios do Inverno, fertilizando a terra para uma próspera Primavera. Se este ser vem para iluminar as nossas vidas, por que não podemos dar um pequeno raio de luz para outros?!
Ao meu ver, o Natal é uma data que mostra como deveríamos agir, sendo um momento para renovar nossas ações, não apenas para prestá-las por àquela única noite do ano.

Por isso, abrace de verdade as pessoas que ama, deixe seu coração tocar o delas – quando abraçamos alguém nossos corações se tocam – . Diga verdadeiramente que lhes deseja um Feliz Natal, deixe sua voz interior falar.

Eu não posso abraçar alguns de vocês – questões de distância, hahaha – mas é a voz do meu coração que está desejando um Feliz Natal. Que vocês possam ser felizes cada momento de suas vidas e que se derramarem lágrimas, que sejam de felicidade.


Vou deixar aqui um clipe de uma música que trás em si essa Magia. E que me inspirou para escrever este conto.

KAT-TUN - WHITE X'MAS


FELIZ NATAL!
MERRY XMAS!
MERI KURISUMASU!


Até mais!!!
Bjus =***

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

TEA THURSDAY #3

Olá, como estão?


O livro dessa quinta-feira me chamou a atenção primeiramente pela sua exuberante capa, em seguida sua sinopse promete uma história diferente, mas com conceitos conhecidos.






EXILED
Autora: RaShelle Workman
Editora: Pen Press
Ano: 2011

SINOPSE: Teimosa, a princesa Vênis de Kelari, aos dezesseis anos quer apenas uma coisa, se tornar uma kelvieri. Isto é claro, até que alguém a exila na Terra, mata irrihunter e leva a sua família. Agora, ela quer vingança.
Primeiro ela tem que chegar em casa. Mas antes que ela possa retornar para Kelari, os Deuses a ordenam que ajude um arrogante garoto chamado Michael a encontrar sua alma gêmea. Rapidamente, sua inexperiência com a emoção humana é obscurecida por outros assuntos, como alguém querendo matá-la e um grupo do governo querendo capturá-la e dissecá-la.
Pior de tudo, Vênus vai sofrer de uma dolorosa morte por envenenamento, graças à atmosfera da Terra, se ela permanecer no planete mais que uma semana. Ainda sim, Vênus é uma princesa e ela tem um plano.
Certamente, com a ajuda dela, Michael irá se apaixonar por um humano. Mas o tempo está se esgotando e Michael está caindo para a garota errada.

Tradução: Noite Rubra


Quem quiser aderir ao “Tea Thursday” em seu blog, fique a vontade. Podem usar o banner que eu criei, sem problemas. Apenas dando os devidos créditos, Okay?!



Até mais!!!
Bjus =***

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

BLUE BLOODS de MELISSA DE LA CRUZ

Olá, como estão?


O livro de hoje trás novamente os vampiros em suas páginas, para o deleite de seus amantes.


BLUE BLOODS
Autora: Melissa De La Cruz
Editora: Editora iD
Ano: 2010

SINOPSE: Nos navios dos primeiros colonos que chegaram aos EUA havia um grupo de vampiros, os Blue Bloods, que alcançaram fama e fortuna na América. Mas na Manhattan dos dias de hoje o grupo enfrenta uma ameaça: os Silver Blood, que começam uma série de assassinatos que caberá a uma jovem de sangue mestiço investigar.














 Até mais!!!
Bjus =***

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

A GUARDIÃ DO PORTAL de MICHELLE ZINK

Continuando os posts de hoje.

Neste trago o segundo volume da consagrada trilogia de Michelle Zink, que tem como seu primeiro volume A Profecia das Irmãs.


A GUARDIÃ DO PORTAL
Autora: Michelle Zink
Editora: Rocco

SINOPSE: No instigante A profecia das irmãs, que deu início à trilogia de sucesso de Michelle Zink, a personagem Lia deixou Nova York rumo a Londres. Neste segundo volume, A guardiã do Portal, oito meses se passaram desde que a profecia que já colocou gerações de irmãs umas contra as outras novamente se concretizou.
O clima gótico e místico permanece nesta obra, que narra a trajetória de Lia Milthorpe na busca pelas páginas perdidas do Livro do Caos, a fim de desvendar o restante da profecia: “Nos oito meses passados desde que Sonia e eu chegamos a Londres, ler as palavras da profecia tornou-se um ritual antes de ir para a cama."
Tentando encontrar as outras duas chaves que faltam para ajudá-la na inevitável batalha contra a sua irmã gêmea má, Alice, Lia percebe a intensificação dos seus poderes. Enquanto isso, Alice desenvolve sua magia e tenta roubar o papel de Guardiã do Portal da irmã.
Lia se surpreende com aparições inesperadas e pavorosas de Alice, que, ora se apresenta como uma menina de cachinhos dourados com um cantarolar pueril; ora como a própria Alice, sob um sorriso ambicioso e intimidador; ora como Samael, A Besta, com suas suntuosas asas negras. O poder das Almas permite que o corpo se transforme no que quiser, sendo cada vez mais difícil estabelecer níveis de confiança.
Acompanhada por Sonia Sorrensen – sua aliada e uma das quatro peças-chave para a missão que enfrenta – em um jantar da Sociedade, Lia conhece Dimitri, com quem estabelece uma conexão recíproca e instantânea, que se desenvolve no decorrer da história.



Até mais!!!
Bjus =***

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

O TRONO DE FOGO de RICK RIORDAN

Olá, como estão?


Hoje trago para vocês o segundo volume da série As Crônicas de Kane.


O TRONO DE FOGO 
Autor: Rick Riordan
Editora: Intrínseca
Ano: 2011

SINOPSE: Os deuses do Egito Antigo foram libertados, e desde então Carter Kane e sua irmã, Sadie, vivem mergulhados em problemas. Descendentes da Casa da Vida, ordem secreta que remonta à época dos faraós, os dois têm poderes especiais, mas ainda não os dominam por completo - refugiados na Casa do Brooklin, local de aprendizado para novos magos, eles correm contra o tempo. Seu inimigo mais ameaçador, Apófis, está se erguendo, e em poucos dias o mundo terá um final trágico.
Para terem alguma chance de derrotar as forças do caos, precisarão da ajuda de Rá, o Deus Sol. Despertá-lo não será fácil: nenhum mago jamais conseguiu. Carter e Sadie terão de rodar o mundo em busca das três partes do Livro de Rá, para só então começarem a decifrar seus encantamentos. E, é claro, ninguém faz ideia de onde está o Deus.



Até mais!!!
Bjus =***

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

RESENHA - FALLEN

Olá, como estão?


No final de semana eu li, finalmente, Fallen de Lauren Kate, achei o livro instigantemente interessante e convidativo. Coberto por várias camadas de diferente “ares”, que mudam de uma forma gradual e agradável, isso deixou a história prazerosa de ler.


RESENHA

Em Fallen conhecemos Lucinda, uma garota com estranhos incidentes em seu passado e um deles a leva até o reformatório Sword & Cross. O incidente que acontecera durante o verão persegue Luce – como é chamada – trazendo uma culpa junto consigo e ao mesmo tempo o sentimento de inocência, de que ela não tinha realmente nada haver com o que acontecera.
A vida de Luce ganha novos padrões de cores no momento em que coloca seus pés nas instalações da Sword & Cross, com seu tons monótonos e quase monocromáticos. Logo no seu primeiro dia lá, Luce é obrigada a deixar sua única fonte que a ligava com o resto do mundo e com Callie, sua melhor amiga, seu celular e tento apenas uma ligação por semana.
É quando Luce conhece Cam, Gabbe e Todd, que estariam presente de uma forma bastante intrincada em sua vida ali na Sword & Cross. Assim como Ariane, logo em seguida Daniel e Penn.
Ariane conduz Luce por um “tour”, mostrando todos os locais do reformatório e fazendo Luce ter sua primeira experiência como cabeleireira. No mesmo dia, apenas algum tempo depois, Luce vê Daniel e imediatamente se sente estranhamente atraída por ele, que parece mostrar o oposto por ela quando lhe mostra o dedo do meio.
E sua chegada lá continua mostrando os lados ruins do lugar, quando Luce “entra” em uma briga com Molly no refeitório, fazendo com que se apresentem para o “castigo” no dia seguinte. Depois de encontrar Pen, que parece ser uma alma bondosa, a ajudando a limpar o que um dia fora um bolo de carne no banheiro.
Mas sucessões de acontecimentos estranhos continuam no dia seguinte, durante o “castigo” no cemitério. Dando a Luce um gostinho do mau temperamento de Daniel e do galante Cam.
Apesar de tudo estar acontecendo de forma esquisitas, conhecendo pessoas esquisitas, ainda poderia ficar pior para Luce, quando parte do que a coloca em um estado diferente do que se possa denominar “normal” volta a perseguir ela, trazendo junto e constantemente as lembranças que a fizeram parar ali. São as sombras, sombras que se esgueiram de forma sinuosa e macabra pelos lugares onde Luce está.
Adicionada a lista de pessoas que Luce conhece, está a bibliotecária Srta. Sophia, uma prestativa e agradável pessoa, e com a qual Luce tem aulas sobre Religião.
A cada dia Luce se vê mais atraída por Daniel, mesmo depois de seus claros e não tão indiretos foras que ela lhe dá. E ao mesmo tempo se vê dividida pelas gentilezas galantes de Cam, que a trata de forma como gostaria de ser tratada. No entanto, há uma ponta a meio disso tudo que a puxa mais para o lado de Daniel, a estranha e intrigante sensação de que já o conhecia.
No mesmo ritmo com que esses sentimentos se desenvolvem dentro dela, as sombras aparecem mais e mais, e não mais apenas como sombras a sua volta, mas sombras que podem tocá-la.
E quase como que num piscar de olhos, Luce se vê sendo levada novamente para a noite de verão que a colocou ali, porém com outro garoto, Todd. Se vê dando as mesmas respostas que dera antes, com as mesmas partes que encobriu antes, sobre as sombras, aprenderá a nunca mais falar sobre elas para outras pessoas. O incêndio na biblioteca leva as coisas a um outro patamar, com Cam e Daniel, e com sua própria vida.
Os acontecimentos em poucas semanas na Sword & Cross levantaram muitas dúvidas na cabeça de Luce, dúvidas que geravam mais dúvidas, um quebra cabeça insondável que parecia nunca ter uma peça que encaixasse ali. E com gesto, aparentemente singelo, tudo muda novamente. O beijo que ela e Daniel compartilharam foi o pivô disso tudo.
Daniel tinha suas próprias dúvidas, seus próprios questionamentos. Mas isso lhe dá também um fundo de esperança, mesmo que não tenha certeza de por que Luce permaneceu diante dele depois do beijo.
A partir daí o mundo de Luce virá totalmente de cabeça para baixo, mas entende o por que tinha a estranha sensação de que já conhecia Daniel, entende o que realmente Daniel é, assim como Cam, Ariane, Gabbe e a Srta. Sophia.


Bem, por onde posso começar...? Com a minha breve opinião logo acima, talvez?! Fallen é realmente um livro convidativo, ele emana sua própria essência fazendo com que o leitor não desgrude os olhos das páginas. A forma com que Lauren muda as camadas gradualmente durante a história é de uma forma simples e suave, mas ao mesmo tempo marcante, deixando evidente o que se passa naquela ou outra cena.
A impressão que eu tinha assim que comecei a ler, quando ela estava descrevendo Sword & Cross e seus alunos era que eu estava lendo algo de certa forma gótico. Não apenas pelo fato dos “uniformes” serem pretos, mas todo o cenário a volta dos prédios e a adição do cemitério dava esse ar. A forma como foi descrita o reformatório faz com que realmente sentíssemos o mesmo ar pesado a nossa volta, as mesmas sombras sinuosas, prontas para escoarem por qualquer brecha.
Mas quando chegamos ao final do livro, até mesmo no meio, já não é mais o ar gótico que envolve as páginas. As cores do lago e a floresta a sua volta fazem com que nos sentimos de alguma forma aquecidos, fazendo tudo a nossa volta brilhar junto a cada página.
Já no final há aquela sensação de ar fresco, quase como que se tivéssemos nos libertado de algo, mas ao mesmo tempo sabemos que tem mais, sabemos que há uma outra onda de sensações e impressões vindo em seguida.
Isso é um pouco do que Fallen transmite, apenas as camas que envolvem a história. Ainda há toda uma mitologia angelical que trás consigo sua própria força para a história. Lauren conta os anjos de uma forma sútil, não informações jogadas de uma só vez.
Trás a reencarnação de uma forma diferente, também. Não é apenas uma pessoa que viveu várias vidas, é alguém que viveu essas várias vidas, repetidas vezes, mas que quebrou ciclo de como isso acontece, dando um novo horizonte às coisas.

Quanto aos personagens, cada um tem sua própria centelha, aquele algo que os torna únicos.
E como eu sou totalmente do contra, Cam realmente encanta cada vez que aparece. Acho que a descrição dele combinou perfeitamente com sua personalidade, foi tão fácil imaginá-lo, ele e seus olhos verdes.
E do lado feminino, Ariane com sua total irreverência... que é apenas um eufemismo para descrevê-la.
Personagem que eu realmente não fui muito com a lata foi a Srta. Sophia, depois é claro, entendi o por que. Achei ela tão previsível, de uma forma tão pomposa que estava na cara suas verdadeiras intenções.

A capa de Fallen também é algo a ser ressaltado. Ela consegue colocar em imagens todo aquele ar sombrio que vem com a história em suas cores e na própria Luce retratada ali.

Fallen é, sem dúvida, uma ÓTIMA leitura, nos faz querer estar dentro, literalmente, da sua história. Apenas as letras impressas nas páginas não parecem ser o suficiente para nos satisfazer, queremos mais, queremos que seja algo totalmente palpável, queremos poder andar sobre o chão da Sword & Cross, sentir os toques trocados entre os personagens, algo que o torne real.
Fallen é o tipo de livro que fica encrustado na nossa mente, cada pedacinho, cada palavra trocada. É aquele tipo de livro que passa como um filme, nos mínimos detalhe quando o fechamos, nos fazendo relembrar todos os momentos.
Mas ao mesmo tempo Lauren conseguiu trazer em Fallen aquela sensação de que era apenas um sonho, de tão fantástica a história.
Bem, depois disso acho que nem preciso dizer com todas as letras que gostei do livro, nee?! Fallen superou minhas espectativas, realmente.
Quem tiver a oportunidade de ler, leia! Vale a pena!


Até mais!!!
Bjus =***

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

A MALDIÇÃO DA PEDRA de CORNELIA FUNKE

Olá, como estão?

O livro de hoje é um pré-lançamento pela CIA. DAS LETRAS da mesma autora do livro Coração de Tinta - que rendeu uma adaptação para as telonas - e suas duas seqüências.


A MALDIÇÃO DA PEDRA
Autora: Cornelia Funke
Editora: Companhia das Letras
Ano: 2011


Lançamento: 15/12

SINOPSE: John Reckless, pai de Jacob e Will, sumiu sem deixar vestígios. Inconformado, Jacob gasta o dia procurando pistas que lhe deem alguma ideia do seu paradeiro. O garoto vasculha todos os cantos do escritório do pai, até que um dia descobre um espelho que servia como um portal para um mundo mágico — um mundo que lhe oferece a perspectiva de liberdade e aventura. Mantendo segredo do seu achado, Jacob passa cada vez mais tempo do outro lado do espelho. Após doze anos, o mundo sombrio se torna seu verdadeiro lar, onde tem amigos e inimigos e é reconhecido como um dos melhores caçadores de tesouros que já existiram por ali. Will, o caçula, sente falta do irmão e estranha aqueles sumiços prolongados. Um dia, consegue burlar sua constante vigilância e o segue através do espelho, ato que tem uma consequência terrível. Ferido pelos goyls — homens frios e violentos, que têm pele de pedra e olhos de ouro —, ele acaba vítima de uma maldição: vai se transformando lenta e dolorosamente em uma dessas sinistras criaturas. Numa corrida contra o tempo, Jacob precisa encontrar o antídoto para o feitiço. Para empreender essa jornada, ele conta com a ajuda da raposa Fox, sua companheira de muito tempo, e Clara, a namorada de Will, que atravessa o espelho para encontrá-lo. Juntos, eles vão enfrentar os perigos e as armadilhas do Mundo do Espelho — antes que seja tarde demais e Jacob perca o irmão para sempre. É nesse mundo que se desenrolam as aventuras dos irmãos Reckless, uma história de maldição, traições e vingança, mas também de coragem, lealdade e amor.



Até mais!!!
Bjus =***

domingo, 4 de dezembro de 2011

NEVERLAND

Olá, como estão?


Neverland ou Terra do Nunca, é assim que é chamado o lugar onde as crianças nunca crescem, assim como Peter Pan.
Neverland é o nome também da nova mini-série do canal a cabo SyFy.

A mini-série remontará a origem de Peter Pan, um prequel da obra original de J.M. Barrie. Nela conhecemos Peter, um orfão que percorre as ruas de Londres com seus amigos, que sobrevivem pelo raciocínio rápido e habilidades para bater carteiras. Peter tem como mentor Jimmy Hook, que o obriga a pegar um tesouro que os levará para um outro mundo.
Este outro mundo se chama Neverland, é um reino coberto por selvas brancas e lendas misteriosas sobre a juventude eterna, onde amigos desconhecidos e inimigos que percorrem a história da Terra dão boas-vindas aos seus novos aventureiros.
Entre eles encontramos um bando de piratas do século 18, liderado por Elizabeth Bonny, e os nativos-americanos da tribo Kaw.

A mini-série está sendo lançada hoje nos EUA e conta com 4 capítulos.


TRAILER


Apenas vendo o trailer me deu vontade de vê-la toda. Parece muito legal e como é pelo canal SyFy nota-se que não é, exatamente, algo para criancinhas como as demais coisas que envolvem o personagem.


Até mais!!!
Bjus =***

sábado, 3 de dezembro de 2011

PERFIL DO AUTOR #9

Olá, como estão?


Estou aqui mais uma vez com o “Perfil do Autor”. A escolhida deste sábado é ninguém menos que Lauren Kate, consagrada pela série Fallen.

Vamos lá?





LAUREN KATE

Lauren foi criada em Dallas, Texas. E frequentou a universidade em Atlanta, Gergia. Ela declarou que sua experiência no “Old South” (Velho Sul), na área de Atlanta a deu inspirações para definir Fallen em uma academia da época da Guerra Civil.
Lauren diz que sua escola não serviu de base para a Sword & Cross, da série Fallen. E a base de ensino médio para The Betrayal of Natalie Hargrove é a escola que freqüentou em Dallas.
Fallen consumiu muitos meses de pesquisa teológica de Lauren. Ela diz que teve a idéia a partir de uma linha do Gênesis ao estudar a Bíblia, durante sua pós-graduação na Califórinia.
Lauren começou a escrever em New York.

Com seus livros YA (Young Adult/Jovem Adulto), Lauren se tornou rapidamente uma autora Bestseller internacional. Seus livros foram traduzidos para mais de trinta línguas e isso inclui não apenas a série Fallen, mas The Betrayal Natalie Hargrove também. Fallen chegou em 3º lugar na lista do The New York Times Best Seller de livros infantis em Janeiro de 2010.
Torment estreou em 1º lugar na lista do The New York Times dos mais vendidos, na mesma semana Fallen chegou em 2º lugar. No mesmo dia em que a edição em paperback (seria o que conhecemos como brochura por aqui) Torment foi lançado, uma nova edição de The Betrayal of Natalie Hargrove foi lançada também.
Passion chegou em 7º lugar nos mais vendidos dos Estados Unidos.
Os livros já apareceram no topo das listas de Bestsellers de outros países, também.

Lauren vive em Laurel Canyon com o marido, espera trabalhar na cozinha do restaurante e aprender a surfar.


OBRAS

Série FALLEN
Fallen – Fallen, lançado pela Galera Record.
Torment – Tormenta, lançado pela Galera Reco.rd
Passion – Paixão, lançado pela Galera Record.
Fallen in Love – Ainda não traduzido. Lançamento em Janeiro de 2012 nos EUA.
Rapture – Ainda não traduzido. Lançamento em Junho de 2012 nos EUA.

Outros Livros
The Betrayal of Natalie Hargorve – Ainda não traduzido por aqui.


Esse foi mais um “Perfil do Autor”, curtinho, mas presente!


Até mais!!!
Bjus =***

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

RESENHA: CREPÚSCULO - GRAPHIC NOVEL VOL.1

Olá, como estão?


Então, como havia dito semana passada, postaria a resenha da Graphic Novel de Crepúsculo. Não é exatamente uma resenha, sendo que a história é a mesma do livro e com certeza vocês já conhecem. Hahaha
Mas vou fazer um breve resume, até porque são em dois volumes, e há algumas diferenças entre o livro... e o filme também.


RESENHA




Depois do novo casamento de sua mãe, Bella decide ir morar em Forks com seu pai para dar algum espaço a sua mãe e seu novo marido. No entanto, Forks não é exatamente o que ela possa chamar de agradável, já que está sempre chovendo e dias de sol são raros.
No seu primerio dia na escola todos já conhecem ela, mesmo não a tendo visto uma única vez ainda. E isso faz com que Bella “faça” alguns amigos.
É durante a hora de almoço que Bella vê, pela primeira vez os Cullen, os quais ela diz que parecem modelos, por causa da sua beleza incomum. Mas apenas Edward lhe pegou mais atenção que os outros, seus intensos olhares dirigidos na direção dela a intrigavam.
Não ajudou muito a reação de Edward durante a aula de Biologia, mostrando claramente que não “suportava” a presença dela. Fazendo milhares de perguntas circularem na mente de Bella. Ela não acreditava que Edward poderia odiá-la tanto assim, sendo que não se conheciam realmente.
E desde aquele dia ele não apareceu na escola por duas semana.
Quando voltou, Edward falou com Bella na aula de Biologia, onde se apresentou e conversou com ela, tentando entende-la, já que ele a considera “muito difícil de se ler”.
O desenrolar da história, a partir daí, acontece de forma parecida com a do livro. Mas há algumas diferenças em cenas e nos diálogos.

A primeira cena diferente, que não aparece na Graphic Novel, é quando Charlie dá a picape para Bella. Nesta cena Jacob e Billy não aparecem, Billy é apenas mencionado.
Há a cena em que está nevando e Edward e seus “irmãos” estavam brincando com bolas de neve.
Na Graphic Novel, Bella conhece Jacob apenas quando eles vão até a First Beach em La Push (La Push, baby, La Push – não pude evitar hahaha), e não há a memória de que ela e Jacob faziam bolo de lama. É quando ele lhe conta sobre os lobos e “Os Frios”.
O diálogo de Bella e Edward no restaurante em Port Angeles é mais incrementado, ao mesmo tempo em que há partes cortadas.
A cena de quando ele a leva até a clareira ficou perfeita, com muita semelhança com o livro e com os mesmos diálogos.
E é quando Edward a leva para casa que termina esse volume da Graphic Novel.


Eu achei bem legal ver a história deste ângulo. Os personagens são muito parecidos com o que é descrito no livro. Achei legal a inclusão de certas cenas que não aparecem no filme, como quando está nevando. As diferenças, como corte de certas cenas e junção de algumas é explicável, já que como é apenas em dois volumes não teria espaço para fazer totalmente a risca. Mas isso não estragou a história, ficou bem interessante.
Há a cena em que o Edward está fazendo as perguntas para a Bella, que também ficou bem legal.
Em relação ao filme, o que ficou interessante é as cenas inclusas, que não aparecem no filme, assim como alguns diálogos também. Acho que fica interessante pensar nos dois de forma conjunta, é como se se completassem, por assim dizer.
Os traços são muito perfeitos. São limpos e delicados, mas ao mesmo tempo conseguem expressar perfeitamente cada personagem e sua personalidade.
Super recomendo, vale a pena ler, é uma leitura rápida – de meia tarde no máximo – além de ser prazerosa.

Fiquei com muita vontade de ler o segundo volume!


Até mais!!!
Bjus =***

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

TEA THURSDAY #1

Olá, como estão?


Decidi “oficializar” o dia semanal para livros “gringos” (aqueles que, por enquanto, só dão as caras lá fora). E o dia será nas Quintas-feira, okay?!
Vai funcionar como um meme, chamado de Tea Thursday.

Escolhi esse nome por causa do dia da semana e pelo costume britânico de tomar “O Chá das Cinco”. Sendo que o meme tratará de livros que ainda não chegaram aqui, então escolhi um nome (um costume) que também não é compartilhado entre nós (ou a muita maioria).
E chá é um ótimo acompanhante para uma leitura... pode ter cookies também, eu deixo. Hahaha

Vamos então para o primeiro (oficialmente falando) TEA THURSDAY!




Semana passada eu mostrei aqui Shattered Souls, e hoje trago mais um PRÉ-LANÇAMENTO, dessa vez de Susan Dennard.


SOMETHING STRANGE AND DEADLY
Autora: Susan Dennard
Editora: HarperTeen
Ano: 2012

Lançamento: Julho de 2012

SINOPSE: Há algo estranho e mortal solto na Filadélfia...
Eleanor Fitt tem muito com o que se preocupar. Seu irmão está desaparecido, sua família está passando por tempos difíceis e sua mãe está determinada a casá-la com qualquer jovem rico que passar. Mas isso não é nada comparado ao que ela acabou de ler no jornal, The Dead estão indo para a Filadélfia.
E então, em uma assustador ataque, um zumbi entrega uma carta para Eleanor... uma carto do seu irmão.
Quem está controlando o Dead Army levou seu irmão também. Se Eleanor quer encontrá-lo, ela vai ter que se aventurar no laboratório do notório Spirit-Hunters, que protegem a cidade contra forças sobrenaturais.
Mas quanto mais tempo Eleanor passa junto ao Spirit-Hunters, incluindo o seu irritantemente teimoso inventor, mas ainda sim bonito, Daniel, a situação torna-se terrível. E agora não é apenas sua reputação que está na linha, mas sua vida pode pesar muito nesta balança.
Tradução: Noite Rubra


Quem quiser aderir ao “Tea Thursday” em seu blog, fique a vontade. Podem usar o banner que eu criei, sem problemas. Apenas dando os devidos créditos, Okay?!

Então vocês já sabem, toda quinta-feira, um post os livros, lançamentos e pré-lançamentos láááááhhh de fora!



Até mais!!!
Bjus =***

BEAUTIFUL CREATURES + ADAPTAÇÃO

Olá, como estão?

Esse seria o post de ontem, mas por causa de alguns imprevistos eu não pude postar. Então hoje serão dois posts, esse e o novo meme do Blog.

Hoje a novidade é sobre a adaptação para as telonas do livro Beautiful Creatures (Dezesseis Luas), de Kami Garcia e Margaret Stohl.
Com o sucesso mais que estrondoso de Harry Potter a Warner Bros está com apostas altas na próxima série de livros, Beautiful Creatures.

Richard LaGravenese (P.S. I Love You) é quem escreveu o roteiro - já está prontinho - o elenco começou a ser escolhido desde semana passada e as filmagens tem previsão para começarem em Abril de 2012.





Até mais!!!
Bjus =***

terça-feira, 29 de novembro de 2011

SOBRENATURAL de CYNTHIA HAND

Olá, como estão?


Hoje trago para você um Pré-lançamento da Editora iD, primeiro volume da série Unearthly.


SOBRENATURAL
Autora: Cynthia Hand
Editora: Editora iD
Ano: 2011

Lançamento: 09/12

SINOPSE: Clara Garner tem sangue de Anjo. Isso não só faz dela mais esperta, forte e veloz que os humanos, mas também indica que terá que cumprir um propósito, uma missão pela qual está neste planeta. Compreender seu objetivo, entretanto, não é uma tarefa nem um pouco fácil ...







Até mais!!
Bjus =***

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

A FILHA DO FERRO de JULIE KAGAWA

Olá, como estão?


Trago para vocês hoje o segundo volume da série Os Encantados de Ferro, de Julie Kagawa. Já falei dela em um "Perfil do Autor" também.


A FILHA DO FERRO
Autora: Julie Kagawa
Editora: Underworld
Ano: 2011

SINOPSE: Meio princesa encantada de Verão, meio humana. Meghan nunca se encaixou em lugar nenhum. Abandonada pelo príncipe de Inverno que ela acreditava amá- la, agora é prisioneira da rainha encantada de Inverno. Com a guerra iminente entre Verão e Inverno, Meghan sabe que o verdadeiro perigo vem dos encantados de Ferro - encantados cujo organismo contém ferro e que só ela e seu príncipe ausente chegaram a ver. Mas ninguém acredita em Meghan. Pior, os poderes de encantada de Meghan foram bloqueados. Ela está presa em Faery e só pode contar com os próprios recursos. Confiar em alguém seria tolice. Confiar em um possível traidor poderia ser fatal. Mas, mesmo enquanto desenvolve uma resistência de ferro, Meghan não pode ignorar os sussurros da saudade em seu coração humano.



Até mais!!!
Bjus =***

domingo, 27 de novembro de 2011

BEIJOS INFERNAIS

Olá, como estão?

Depois de Formaturas Infernais e Amores Infernais, a Galera Record trás agora Beijos Infernais, com mais algumas escritora que vem conquistando o público atualmente.


AMORES INFERNAIS
Autora (s): Kristin Cast, Rechelle Mead, Alyson Noël, Kelley Armstrong e Francesca Lia Block
Editora: Galera
Ano: 2011

Lançamento: 03/12

SINOPSE: Cinco histórias de amor e medo, em que a paixão e o sobrenatural misturam-se a todo instante. Tanto na história de uma fugitiva que se vê forçada a confiar em um garoto cuja missão é destruí-la como na relação de amor entre dois imortais, o limite entre o desejo e o perigo torna-se cada vez mais tênue. Kristin Cast, Richelle Mead, Alyson Noël, Kelley Armstrong e Francesca Lia Block fazem o leitor questionar o verdadeiro sentido do “amor eterno” e mostram seus prós e contras.





Até mais!!!
Bjus =***

sábado, 26 de novembro de 2011

PERFIL DO AUTOR #8

Olá, como estão?


No “Perfil do Autor” de hoje trago mais uma conhecida das leitora (na sua maioria, claro), com ene livros lançados lá fora e aqui, estou falando da Meg Cabot.

Acho que é fato, que quase todo mundo do meio literário jovem já ouviu falar dela ou leu algum de seus livro. O primeiro livro da Meg que eu li foi da série A Mediadora, mas foi muito antes de ter iniciado o blog. E assim que você ler o seu primeiro livro da Meg fica fácil entender por que gostamos tanto dela.

Por isso, o post de hoje é sobre ela.





MEG CABOT

Meggin Patricia Cabot, nasceu no dia 1º de fevereiro de 1967 em Bloomington, Indiana. Meg costumava escrever sob diversos pseudônimos, no total já publicou mais de cinqüenta livros. Já recebeu inúmeros prêmios, incluindo o New York Public Library Books for the Teen Age, The American Library Association Quick Pick for Reluctant Readers, The Tennessee Volunteer State TASL Book Award, The Book Sense Pick, The Evergreen Young Adult Book Award, The IRA/CBC Young Adult Choice – assim como muitos outros.

Meg já esteve em 1º lugar na lista do New York Times de Bestsellesr. Ela tem mais de quinze milhões de cópias de seus livros (tanto infanto-juvenil, YA e adultos) na imprensa mundial.

Depois que Meg se formou na Indiana University, ela se mudou para New York, com o objetivo de perseguir sua carreira como ilustradora, originalmente. Mas ela logo desistiu do trabalho e começou como assistente administrativo do dormitório na New York University.

Em 1993, Meg casou-se com o escritor financeiro e poeta Benjamin D. Egnatz, em abril. O casamento foi realizado no dia 1º de Abril (conhecido como “Dia dos Tolos” - ou “Dia da Mentira” por aqui), como uma brincadeira à crença do marido de que só os tolos se casam. O casamento ocorreu em uma fuga, na Itália.
Seu romance Every Boy's Got One é vagamente inspirado nessa história.

Meg tem dois gatos, Henrietta (um gato caolho) e Gem, sobro o qual ela muitas vezes posta.

Depois de viver em Indiana, Califórnia, New York e França, atualmente ela mora em Key West, Florida. Meg divide seu tempo entre um apartamento em New York e um celeiro em Bloomington.

Quando jovem, Meg passava horas a fio lendo obras de Jane Austen, Judy Blume e Barbara Cartland. Depois de desistir da sua carreira como ilustradora, que na verdade deu lugar a sua verdadeira paixão – a composição literária – e conseguir seu emprego como assistente administrativo na New York University, ela escrevia sempre que tinha a oportunidade.
As primeiras, de suas várias novelas históricas, foram assinadas com seu pseudônimo, Patricia Cabot.

Os direitos autorais de O Diário da Princesa foram comprados pela Walt Disney, que fizeram um filme de mesmo nome, lançado em Agosto de 2001. A Disney escreveu uma seqüência, lançada em 2004, e intitulada de O Diário da Princesa 2: O Casamento Real.
E os direitos autorais de da série A Mediadora já foram vendidos para a Julia Pistor.

A série chamada 1-800-WHERE-ARE-YOU deu origem a série televisiva chamada 1-800 MISSING, lançada em 2003 no Canadá. Recebeu o nome de MISSING pela Globo em 2009 por aqui.

A série Avalon High também recebeu uma adaptação em 2010, passada pelo canal Disney Channel.


OBRAS

Série THE PRINCESS DIARIES (O Diário da Princesa)
Princess Diaries – O Diário da Princesa
Princess in the Spotlight – Princesa sob os Refletores
Princess in Love – Princesa Apaixonada
Princess in Wainting – Princesa à Espera
Princess Project – Ainda não lançado por aqui.
Princess in Pink – Princesa de Rosa-shoking
Princess in Training – Princesa em Treinamento
The Princess Present – O Presente da Princesa
Party Princess – Princesa na Balada
Sweer Sixteen Princess – Ainda não lançado por aqui.
Valentine Princess – Ainda não lançado por aqui.
Princess on the Brink – Princesa no Limite
Princess Mia – Princesa Mia
Forever Princess – Princesa Para Sempre

GUIAS
Princess Lessons – Lições de Princesa
Perfect Princess – Ainda não lançado por aqui.
Holiday Princess – Ainda não lançado por aqui.


Série THE MEDIATOR (A Mediadora)
Shadowland – Terra das Sombras
Ninth Key – O Arcano Nove
Reunion – Reunião
Darkest Hour – Hora Mais Sombria
Haunted – Assombrado
Twilight – Crepúsculo


Série THE HEATHER WELLS MISTERY
Size 12 Is Not Fat – Tamanho 42 Não é Gorda
Size 14 Is Not Fat Either – Tamanho 44 Também Não é Gorda
Big Boned – Tamanho Não Importa


Série BOY
The Boy Next Door – O Garoto da Casa ao Lado
Boy Meets Girls – Garoto Encontra Garota
Every Boy's Got One – Todo Garoto Tempo


Série 1-800-WHERE-R-U (Desaparecidos)
When Lightning Strikes – Quando Cai o Rio
Code name Cassandre – Codinome Cassandra
Safe House – Ainda não lançado por aqui.
Sanctuary – Santuário
Missing You – Ainda não lançado por aqui.

Série ALL-AMERICAN GIRL
All-American Girl – Toda Garota Americana
Ready or Not: An All-American Girl Novel – Quase Pronta


Série AVALON HIGH
Avalon High
Avalon High: A Coração – versão em Mangá
The Merlin Prophecy – Avalon High: A Profecia de Merlin
Avalon High: Homecoming
Avalon High: Hunter's Moon


Série QUEEN OF BABBLE
Queen of Babble – A Rainha da Fofoca
Queen of Babble in the Big City – A Rainha da Fofoca em Nova York
Queen of Babble Gets Hitched – A Rainha da Fofoca: Fisgada


Série AIRHEAD (Cabeça de Vento)
Airhead – Cabeça de Vento
Being Nikki – Sendo Nikki
Runaway – Fugitiva


Série ALLIE FINKLE'S RULES FOR GIRLS (As Leis de Allie Finkle para meninas)
Moving Day – Dia de Mudança
The New Girl – A Garota Nova
Best Friends and Drama Queens – Melhores Amigas Para Sempre
State Fright – Ainda não lançado por aqui.
Glitter Girls and the Great Fake Out – Ainda não lançado por aqui.


Série INSATIABLE (Insaciável)
Insatiable – Insaciável
Overbite – Ainda não lançado por aqui.


OUTROS LIVRO
Teen Idol – Ídolo Teen
How to Be Papular – Como ser Popular
Nicola and the Viscount – Ainda não lançado por aqui.
She Went All the Way – Ela Foi Até o Fim
Victoria and the Rouge – Ainda não lançado por aqui.
Prom Nights from Hell – Formaturas Infernais
Pants on Fire – Pegando Fogo
Jinx – Sorte ou Azar?


PATRICIA CABOT
Where Roses Grow Wild – A Rosa do Inverno
Potrait of My Heart
An Improper Proposal
A Little Scandal
Lady of Skye
Educating Caroline – Aprendendo a Seduzir
Kiss the Bride – Pode Beijar a Noiva


MIA THERMOPOLIS
Ransom My Heart (escrito pela Mia, com a ajuda da Meg)



Esse foi mais um “Perfil do Autor”, espero que tenham gostado.
Comentem, dêem dicas, sugestões, fiquem a vontade.


Até mais!!!
Bjus =***

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

PAIXÃO de LAUREN KATE

Olá, como estão?


O livro de hoje já é conhecido de muitos, mas ainda não o tinha postado aqui no blog.
Terceiro volume da série Fallen, trás a continuação da história da protagonista Luce.


PAIXÃO
Autora: Lauren Kate
Editora: Galera
Ano: 2011

SINOPSE: Antes que Luce e Daniel se conhecessem na Sword & Cross e tivessem lutado contra Imortais e Párias, eles viveram muitas vidas. O amor de Luce por Daniel é mais forte do que tudo, exceto, talvez, pela necessidade de saber mais sobre a história dos dois e as razões por trás da maldição que atormenta suas vidas.
Levada por um impulso irracional, Luce se arrisca ao mergulhar em um Anunciador e começa a atravessar os séculos. Ao encontrar versões passadas de si mesma e de Daniel, vai recolhendo pistas que podem ajudá-la a compreender seu destino.






Até mais!!!
Bjus =***

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

SHATTERED SOULS de MARY LINDSEY

Olá, como estão?


Trago hoje para vocês, mais um lançamento internacional, na verdade é um PRÉ-LANÇAMENTO.
A história parece ser realmente boa, aparenta pela sinopse ser algo simples, mas acredito que há muito mais entre as páginas.


SHATTERED SOULS
Autora: Mary Lindsey
Editora: Philomel/Penguin Group
Ano: 2011

Lançamento: 8/12

SINOPSE: Lenzi ouve vozes e tem visões - lápides, inundações, um menino com olhos cor cinza aço. Seu namorado, Zack, não pode lhe ajudar, e tudo continua ficando mais intenso. Então Lenzi encotra Alden, o garoto de seus sonhos, que revela que ela é uma Speaker reencarnado - alguém que pode conversar e ajudar almas perdidas - e que ele tem sido o seu Protector durante séculos.
Agora Lenzi deve escolher entre sua vida com Zack e a vida que ela está destida a levar com Alden.
Mas o tempo está se esgotanto: um espírito malévolo quer destruir Lenzi, e ele vai matá-la se se ela não tomar uma decisão em breve.



Acho que vou tornar semanal a postagem sobre livros "gringos" (que não há uma tradução por aqui), o que acham?!



Até mais!!!
Bjus =***

terça-feira, 22 de novembro de 2011

AQUISIÇÃO - CREPÚSCULO: GRAPHIC NOVEL VOL.1

E o post de hoje mesmo, terça-feira. É de uma aquisição que fiz no dia de hoje, Crepúsculo: Graphoc Novel vol.1.

Já falei dos Graphic Novel AQUI
Ainda bem que fui comprar hoje, por que só tinha mais dois. Deve ler ele hoje mesmo, mas vou deixar para falar dele só na outra semana, para não ficarmos apenas no assunto Crepúsculo a semana toda, por assim dizer, okay?!






Até mais!!!
Bjus =***

AMANHECER - PARTE 1

Continuando os posts de hoje!



Neste final de semana eu assisti Amanhecer – Parte 1. Realmente gostei, os últimos momentos prendem toda a atenção, mesmo que já saibamos o que acontece. Particularmente, eu o achei o melhor até agora, vamos ver como as coisas vão decorrer na Parte 2.






Logo de início somos envolvidos pelas emoções do casamento da Bella e do Edward. O nervosismo, a felicidade, uma pequena parcela de insegurança, os momentos fraternais, e claro, a ansiedade, tomam conta de nós juntamente com os personagens. Mas tudo é dissolvido quando o épico “Aceito” é dito por ambos.
Jacob finalmente volta da sua “pequena” viagem de fúria, praticamente no mesmo estilo “penetra” vindo do meio das árvores como em Crepúsculo.E mais uma discussão se inicia, tendo a noite de núpcias como tema, mas realmente não há nada que ele possa fazer.
Então tem começo a viagem que mudará a vida/existem de todos. Passando pelo Rio de Janeiro e depois terminando na Ilha de Esme, onde partidas de xadrez embalam o clima entre eles e “decidindo” o que aconteceria. Bella quer uma Lua de Mel completa e como todas deveriam ser, mas Edward teme machucá-la, no entanto, ele prometeu que tentariam. E é quando Bella ganha no xadrez que o clima, literalmente, esquenta e as fãs(Team Edward) vão à loucura.
A partir daí o drama central da história começa a se desenrolar, com a gravides da Bella, seu risco eminente, e é no desespero do Edward que ela encontra alguém que apóia sua decisão, Rosalie. A personagem mais “humana”, entre os Cullen, que toma partido da Bella.
Com tudo isso, Sam acredita que o tratado foi quebrado e pretende fazer de tudo para continuar protegendo-os contra “Os Frios”. É quando Jacob deixa o Pack. Em uma discussão acirrada entre ele e Sam, que tenta fazê-lo se curvar perante suas ordens, é que seu sangue Alpha dispara.
Seth e Leah se juntam a ele contra o restante do Pack, para proteger Bella e, por conseqüência, os Cullen também e até os ajudando a caçar.
Edward muda sua opinião sobre o bebê quando escuta seus pensamentos, nesse momento ele realmente fica comovido e pede desculpa a Bella, por a ter abandonado diante de toda a situação. Mas a alegria não dura tanto, porque um tempo depois começa a corrida ao suspense.
Renesmee nasce, contradizendo as suspeitas de Bella, de que fosse um menino.
No entanto, a vida de Bella está presa por aquele pequeno fio, e quando seus olhos pousam em seu amanado segurando a pequena Renesmee o fio se rompe. Edward injeta veneno nela, mas parece não adiantar, então ele a morde. Mas parece não continuar fazendo efeito.
Ninguém havia percebido que Paul os estava espionando e ele contou ao Sam sobre a morte da Bella, dando a ele mais certeza sobre o que fazer.
Acontece agora o momento mais perfeito, quando Jacob sobre o Imrpinting. Quando ele volta para dentro da casa dos Cullen e encontra Renesmee no colo da Rosalie e os olhos dos dois se encontram ele sente o que, até então, só tinha ouvido falar. E como o Imprinting é o o fato que mais importa entre o Pack, eles não podem fazer mais nenhum mal a ela.
Os momentos seguintes são preenchidos por puro suspense, quando o veneno começa a tomar conta do corpo de Bella e suas fisionomias começam a mudar, mas ainda ela não abriu os olhos. O suspense realmente prende, mesmo que já sabemos como vai acabar.
E então Bella abre os olhos, mostrando as suas já não mais escuras íris, que deram lugar ao vermelho rubro.

Bem, isso foi, literalmente, uma resumida do filme.
Como havia dito, para fim foi o melhor até agora. Não em relação aos livros, mas em relação aos filmes anteriores e sua forma de dar vida à história. É um filme onde não tem muita ação, diferente dos outros três, que teve um pico com batalhas ou lutas, mas soube marcar.
Neste filme algumas coisas ficam mais claras, outras finalmente “aparecem”, por assim dizer. É dada mais importância ao Pack, não somente aos Cullen e Bella.
Logo atrás vem então a questão do Imprinting, que fica muito mais clara. Também a forma com que os lobos se comunicam fica evidente, acho que mostrar isso no filme deu mais vida aos personagem, não eram apenas lobos grandes se encarando e rosnando uns para os outros.
Entre os filmes, fica mais explicito a relação da Leah e do Sam, assim como aparece a Kim (que não apareceu durante a fogueira em Eclipse), assim com o Quil e a Claire.
A Leah é uma personagem que eu realmente gosto, e nesse filme entendemos os motivos por trás dela agir da maneira que age.
A Rosalie também ganha seu destaque, quando toma partido da Bella e a ajuda durante a gravides. Esse é um dos motivos pelo qual eu disse que entre os Cullen ela é a mais “humana”. Falo no sentido de ver as situações, por que ela não é aquele personagem perfeito que estamos acostumados quando se trata de um vampiro, seu desgosto com a eternidade não é o fato de se alimentar de sangue ou que ela é um “monstro”. Sua magoa está no fato dela não poder mais desfrutar dos prazeres de uma vida humana e quando a Bella decide que vai ter o bebê, ela a ajuda por que vê na decisão da Bella a sua própria. E eu acho que isso a torna de certa forma, mais sensível do que superficial.
Mas de longe, a cena mais perfeita de todas, é o momento quando o Jacob sofre o Imprinting. A forma como foi mostrado com o acontece e o que a pessoa sente ficou perfeita, não há outra palavra para descrever.
Outra coisa que ficou muito mais clara neste filme foi a música Bella's Lullaby em conjunto com as memórias da Bella,expressando o verdadeiro sentido dela na história.

Em suma, o filme é ótimo e sei que muitos vão concordar comigo! Hahaha


Até mais!!!
Bjus =***

NO FUNDO DO MAR de TERA LYNN CHILDS

Olá, como estão?

Hoje teremos três posts, dois para compensar os dois dias que não postei e o que é de hoje mesmo, okay?!

Vamos lá?!


NO FUNDO DO MAR
Autora: Tera Lynn Childs
Editora: Editora iD
Ano: 2011

SINOPSE: Lily Sanderson é metade humana, metade sereia... Ah, e não uma sereia qualquer: é uma princesa de Thalassínia que resolveu tomar novos ares e viver em terra firme. Enquanto dribla seu vizinho chato, Lily tenta chamar a atenção do perfeito Brody Bennet. Ela apenas espera que seus planos não naufraguem...

SOBRE A AUTORA
Tera Lynn Childs é uma espécie recém-descoberta de peixe-escritora que sempre sonhou em ser uma sereia, mas o mais perto que chegou disso foi disputar campeonatos de natação. Ela gosta de passar o máximo de tempo possível dentro d’água (até ficar com todas as pontas dos dedos enrugadas) na vã esperança de que algum dia suas pernas se transformem em nadadeiras com um passe de mágica. Quando está presa em terra firme, a Authora neo pode ser encontrada escrevendo em cafés por todas as partes dos Estados Unidos, procurando coisas bacanas de sereias no site Etsy e passando tempo demais na internet.


Até mais!!!
Bjus =***

sábado, 19 de novembro de 2011

PERFIL DO AUTOR #7 - STEPHENIE MEYER

Olá, como estão?


O perfil de hoje é de ninguém menos, que Stephenie Meyer.
Achei apropriado falar dela apenas hoje, já que Amanhecer estreou ontem nos cinemas.
Na verdade eu já queria fazer um “Perfil do Autor” com ela, mas decidi esperar.

Vamos lá?


STEPHENIE MEYER

Stephenie nasceu em Hartford, no dia 24 de Dezembro de 1973. Ficou mundialmente conhecida com o sucesso da Saga Crepúsculo. Graças a esta imensa repercussão, ela ficou com a 49º colocação na revista Times na lista “100 pessoas mais influentes de 2008”.
Em 2010, a Forbes a classificou como sendo a 59º celebridade mais poderosa, com um salário anual de US$ 40 milhões.
Ela é também conhecida pelo romance de ficção cientifica The Host, que também ficou em primeiro lugar na lista dos Best-seller do New York Times. - Conhecido com A Hospedeira por aqui.

Stephenie cresceu em Phoenix, Arizona, com seus cinco irmãos: Seth, Emily, Jacob, Paul e Heidi. Ela frequentou a escola Chaparral High School em Scottsdale, Arizona. E cursou literatura inglesa na Universidade Brigham Young, em Provo, Utah, onde se formou em 1995. Stephenie é membro da A Igreja Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias.

Conheceu seu marido Christian, conhecido por Pancho, quando era pequena e casou-se com ele em 1994. Eles tem três filhos: Gabe, Seth e Eli.

Após escrever Crepúsculo, ela ganhou três prêmios. Um do NY Times e dois da Associação das Bibliotecas Americanas.

Crepúsculo é o seu primeiro romance. Depois da publicação, ela foi escolhida como um dos “Novos autores mais promissores de 2005” pela Publish Weekly. O sucesso da obre lhe rendeu contratos para as adaptações cinematográficas, produtos e mais o planejamento de novas obras com a Little, Brown and Company.

Atualmente ela vive em Cave Creek, Arizona e possui também uma casa em Marroqstone Island, Washington. Stephenie já veio ao Brasil, em novembro de 2010, juntamente com a equipe de filmegem de Amanhecer, do qual ela foi a produtora oficial.

Stephenie ganhou duas versão para sua biografia. Uma em quadrinhos, feito originalmente pal Bluewater Comics, intitulado como “Twilight Unbound: The Stephenie Meyer Story”. Que conta a vida e a inspiração para a saga, a história e as lendas de Forks (acredito que sejam as lendas Quileutes). E uma outra, não-autorizada, do biógrafo americano Marc Shapiro.

Stephenie diz que a idéia para Crepúsculo lhe ocorreu em um sonho, no dia 2 de junho de 2003. Onde havia uma garota e um vampiro, que estava apaixonado por ela. No entanto, ela também tinha desejo pelo seu sangue, mas não queria que ninguém soubesse suas origens.
E baseado nesse sonho, ela escreveu a transcrição do que é hoje o capítulo 13 do livro.
Ela diz que o sonho a surpreendeu, pelo fato de nunca ter pensado em vampiros. Stephenie chegou a dizer: “Não escolhi os vampiros, eles me escolheram.” Apesar da sua pouca experiência com a esrita, em questão de três meses ela havia dado vida àquele sonho, o transformando em um romance épico.
Após a redação e edição do romance, ela assinou um contrato de três livros com a Little, Brown and Company por US$750.000. Com o livro sendo lançado em 2005, chamado Twilight.

Crepúsculo foi rapidamente reconhecido e ganhou várias honrarias, entre elas:
A The New York Times Editor's Choice – Um Livro Recomendado pelo The New York Times
A Publishers Weekly Best Book of the Year – O Melhor Livro do Ano segundo a Publishers Weekly
An Amazon.com “Best Book of the Decade.. So Far - “O Melhor Livro da Dácada... Até Agora”, segundo a Amazon.com

Com o eminente sucesso de Crepúsculo, Stephenie expandiu a história para mais três livros. Criando então, New Moon (2006), Ecplise (2007) e Breaking Dawn (2008). Na primeira semana depois a publicação de New Moon, ele já estreou como o 5º colocado na New York Times Best Seller List for Children's Book. E na segunda semana subiu para a 1ª colocação, onde permaneceu por mais onze semanas.
Ecplise esteve 143 semanas no New York Times Best Selles List. E Braking Dawn teve mas 1,3 milhoes de exemplares vendidos no primeiro dia. O romance também ganhou seu primeiro British Book Award.

Braeking Dwan seria o último romance a ser contado a partir da personagem Bella, mostrando a sua perspectiva dos acontecimentos. Midnight Sun seria o mais novo companheiro para a série. Contanto os relatos de Twilight a partir do ponto de vista do personagem Edward.
Stephenie teve a esperança de ter Midnight Sun publicado pouco depois do lançamento de Breaking Dawn, mas um esboço do romance vazou na internet, com os doze primeiros capítulos. Então ela optou por adiar o projeto por tempo indeterminado.
Além disso, ela decidou não prosseguir, temporariamente, com os livros relacionados a Crepúsculo, devido à fuga de informações. Stephenie dividiu os então doze capítulos de Midnight Sun em seu site.

Ela escreveu uma novela, que se passa época de Eclipse, narrada pela personagem Bree Tanner, intitulado como The Short Second Life of Bree Tanner: an Ecplise Novella (publicado por aqui como, literalmente, A Segunda Breve Vida de Bree Tanner).
O livro foi lançado também pela Little, Brown and Company no dia 5 de junho de 2010. Vendeu mais de um milhão de cópias em menos de um mês. Além de conseguir alcançar o topo das listas de mais vendidos em diversos países.

Crepúsculo: O Guia Oficial Ilustrado da Série, é o mais recente livro lançado. Contendo informações da Saga Crepúsculo, sendo colocado a venda no dia 12 de abril de 2011. O livro descreve com detalhes, a parte da história central da saga, o mundo e personagem que cercam o enredo.

The Host, foi o primeiro trabalhos de Stephenie longe do mundo de Crepúsculo. Ela apresenta ao leitor uma raça alienigena, chamado almas, que dominam a Terra e seus habitante. Destacando o caso em que a mente da hospedeira se recusa a cooperar com o domínio da alma. Sendo um sucesso, a obra dicou em primeiro lugar na lista de Best-sellers do New York Times. E ainda passou 36 semanas na lista de Best-seller do Los Angeles Times. No Brasil, o livro já vendeu cerca de 140.000 exemplares.

Stephenie tem o conto Inferno Na Terra, publicado em uma coletânea de contos, intitulado Formaturas Infernais. Um livro que junta contos de terror sobre as noites de formaturas, com eventos sobrenaturais. Outros autoras conhecido também contribuíram nesta compilação, sendo elas: Meg Cabot, Kim Harrison, Michele Jaffe e Lauren Myracle.

No final de março deste ano, Stephenie revelou estar trabalhando em um novo livro de fantasia, ainda sem título. Mas declarou: “É uma fantasia que acontece em outro mundo, no qual as pessoas usam arcos, flechas e espadas. Há um pouco de magia, mas é uma forma muito limitada. Os personagens são humanos, alguns deles têm a habilidade de usa magia, outros não. É bem obscuro. Pessoas morrem. A personagem principal é uma garota de 17 anos, e ela é legal!”.
Ela também afirmou que possui um esboço eladorado para uma história envolvendo sereias, que planeja escrever e publicar um dia.


OBRAS

Saga CREPÚSCULO
Twilight – 5 de Outubro de 2005
New Moon – 6 de Setembro de 2006
Ecplise – 7 de Agosto de 2007
Breaking Dawn – 2 de Agosto de 2008
The Short Second Life of Bree Tanner – 5 de Junho de 2010
Crepúsculo: O Guia Oficial Ilustrado da Séria – 12 de Abril de 2011
Midnight Sun – Indeterninado.


OUTROS
The Host – 6 de Maio de 2008
Prom Night From Hell – 2007


Aí está, espero que tenham gostado.
Dêem sugestões de autores para o “Perfil do Autor”, alguém em especial que vocês gostem, deixem nos comentários ou mande-me um e-mail.
Caso queiram algo de diferente aqui no NR, fiquem à vontade para dar suas opiniões, okay?!


Até mais!!!
Bjus =***

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...